quinta-feira, 23 de junho de 2016

Cuscuz de Tapioca

Saudade dessa delícia baiana que é muito comum também no Rio de Janeiro. Ou era, nos meus tempos de criança. 


1 pacote de tapioca em grãos (500 g)
2 xícaras de açúcar
1 litro de leite
1 vidrinho de leite de coco
1 pacote de coco ralado
1 lata de leite condensado

Leve ao fogo o leite misturado ao leite de coco.
Numa travessa, misture a tapioca com o açúcar e o coco ralado (separe um pouco para polvilhar). Adicione o leite bem quente e mexa bastante, até toda a tapioca estar bem molhada. Caso a misture fique um pouco dura, acrescente mais leite quente e misture bem. Lembre que, ao esfriar, a mistura endurece um pouco, então deixe um pouco mais mole do que o ponto desejado.
Tampe a vasilha e deixe descansar por 1 ou 2 horas. Polvilhe com coco ralado (se for ralado grosso fica mais gostoso) e leve à geladeira, se desejar.
Regue com leite condensado antes de servir.

terça-feira, 14 de junho de 2016

Robalo com molho de alho

Na primeira viagem a Montevidéu, há muitos anos, comi no mercado um peixe com molho de alho inesquecível. Desde então, venho tentando reproduzir aquele sabor em casa. Essa fórmula que segue fica muito boa, mas aquele gostinho... só naquele dia, naquele lugar.


400 g de filés de robalo
sal e pimenta-do-reino a gosto
suco de limão
2 colheres de azeite de oliva extra virgem

Tempere os filés com o suco de limão, o sal e a pimenta. Deixe descansar na geladeira por, no mínimo, meia hora. Leve ao forno pré-aquecido, coberto com papel alumínio, por uns 20 minutos.

Para o molho, bata no liquidificador, até ficar uniforme:
1 xícara de creme de leite fresco ou iogurte (ou uma mistura dos dois)
2 colheres de azeite
1 colher (chá) de raspas de limão
4 dentes de alho grandes
meia xícara de salsinha
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Coloque o molho sobre os filés e leve ao forno mais um pouquinho.

sexta-feira, 3 de junho de 2016

EUA - Pacífico Noroeste

Washington

O centro histórico de Seattle (Pioneer Square) é bem estranho. Há ruas bem bonitinhas lado a lado com lugares muito esquisitos. Pike Place Market é o agitado mercado de peixes, frutas e verduras. Dentro dele e nos arredores, muitos cafés, restaurantes e lojas, inclusive o primeiro Starbucks.


O Seattle Center foi o principal legado da feira mundial de 1962. Lá ficam a famosa torre Space Needle, o Pacific Science Center e o Experience Music Project, que homenageia Jimi Hendrix, que nasceu na região.


Também vale passear por Belltown, bairro que reúne lojas, restaurantes e clubes da moda, pelo alternativo Capitol Hill e por Fremont, com suas esculturas de rua.


Ao norte de Seattle, fica a North Cascades Highway. A estrada cruza o parque nacional do mesmo nome, ligando a graciosa cidade de Winthrop à rodovia I-5. São belas paisagens de montanhas, vales, rios, cachoeiras e lagos.


No interior do estado, o Mount Rainier National Park oferece vistas do vulcão, coberto de neve mesmo no verão. As variadas trilhas passam por cachoeiras e lagos.


Oregon

Portland é conhecida como a cidade das rosas e tem praças, jardins, fontes e parques movimentados e muitos shows e eventos na rua. O simpático centro gira ao redor da Pioneer Courtyhouse Square. No Distrito cultural, ficam a Concert Hall, a Oregon Historic Society (museu que conta a história do estado) e o Portland Art Museum.


O litoral do Oregon é famoso por suas belezas naturais, comparáveis às da Califórnia. Descendo de Seaside pela costa, são muitos quilômetros de praias, dunas, florestas de pinheiros, cabos rochosos e faróis, com colônias de aves e pontos de observação de baleias. O trecho entre os cabos Meares e Kiwanda, conhecido como Three Capes Scenic Route, é um dos mais concorridos, apesar de muitas vezes ficar coberto pelo nevoeiro, mesmo no verão.


Bonita, também, é a Interstate 84, rodovia que sai de Portland em direção ao interior do estado. Segue pelo vale do rio Columbia, lado a lado com a ferrovia, e tem muitas áreas de lazer e praias.
Já na divisa com Idaho, fica a inóspita área do Hells Canyon. Em torno do rio Snake, conhecido como Rio Selvagem, muitas paisagens de encostas, florestas de pinheiros, campinas e riachos.


Restaurantes que gostei:

Athenian Inn, em Seattle
Situado no tradicional Public Market, tem boa oferta de frutos do mar fresquíssimos e a vista do pacífico é linda.


Breadline Cafe, em Omak (Washington)
Restaurante agradável, com decoração interessante, comida saborosa, porções grandes, preço justo e garçons simpáticos. A única crítica fica para a falta de ar-condicionado, que faz muita falta no verão.


Angelina's Pizzeria and Cafe, em Seaside (Oregon)
Pizzaria muito simples, mas deliciosa. Sem dúvida, uma das melhores pizzas que comi nos Estados Unidos. E serve pizza sem glúten!


Veja aqui mais fotos da Região do Pacífico Noroeste.

Outras regiões dos Estados Unidos?