quinta-feira, 23 de junho de 2016

Cuscuz de Tapioca

Saudade dessa delícia baiana que é muito comum também no Rio de Janeiro. Ou era, nos meus tempos de criança. 


1 pacote de tapioca em grãos (500 g)
2 xícaras de açúcar
1 litro de leite
1 vidrinho de leite de coco
1 pacote de coco ralado
1 lata de leite condensado

Leve ao fogo o leite misturado ao leite de coco.
Numa travessa, misture a tapioca com o açúcar e o coco ralado (separe um pouco para polvilhar). Adicione o leite bem quente e mexa bastante, até toda a tapioca estar bem molhada. Caso a misture fique um pouco dura, acrescente mais leite quente e misture bem. Lembre que, ao esfriar, a mistura endurece um pouco, então deixe um pouco mais mole do que o ponto desejado.
Tampe a vasilha e deixe descansar por 1 ou 2 horas. Polvilhe com coco ralado (se for ralado grosso fica mais gostoso) e leve à geladeira, se desejar.
Regue com leite condensado antes de servir.

sexta-feira, 3 de junho de 2016

EUA - Pacífico Noroeste

Washington

O centro histórico de Seattle (Pioneer Square) é bem estranho. Há ruas bem bonitinhas lado a lado com lugares muito esquisitos. Pike Place Market é o agitado mercado de peixes, frutas e verduras. Dentro dele e nos arredores, muitos cafés, restaurantes e lojas, inclusive o primeiro Starbucks.


O Seattle Center foi o principal legado da feira mundial de 1962. Lá ficam a famosa torre Space Needle, o Pacific Science Center e o Experience Music Project, que homenageia Jimi Hendrix, que nasceu na região.


Também vale passear por Belltown, bairro que reúne lojas, restaurantes e clubes da moda, pelo alternativo Capitol Hill e por Fremont, com suas esculturas de rua.


Ao norte de Seattle, fica a North Cascades Highway. A estrada cruza o parque nacional do mesmo nome, ligando a graciosa cidade de Winthrop à rodovia I-5. São belas paisagens de montanhas, vales, rios, cachoeiras e lagos.


No interior do estado, o Mount Rainier National Park oferece vistas do vulcão, coberto de neve mesmo no verão. As variadas trilhas passam por cachoeiras e lagos.


Oregon

Portland é conhecida como a cidade das rosas e tem praças, jardins, fontes e parques movimentados e muitos shows e eventos na rua. O simpático centro gira ao redor da Pioneer Courtyhouse Square. No Distrito cultural, ficam a Concert Hall, a Oregon Historic Society (museu que conta a história do estado) e o Portland Art Museum.


O litoral do Oregon é famoso por suas belezas naturais, comparáveis às da Califórnia. Descendo de Seaside pela costa, são muitos quilômetros de praias, dunas, florestas de pinheiros, cabos rochosos e faróis, com colônias de aves e pontos de observação de baleias. O trecho entre os cabos Meares e Kiwanda, conhecido como Three Capes Scenic Route, é um dos mais concorridos, apesar de muitas vezes ficar coberto pelo nevoeiro, mesmo no verão.


Bonita, também, é a Interstate 84, rodovia que sai de Portland em direção ao interior do estado. Segue pelo vale do rio Columbia, lado a lado com a ferrovia, e tem muitas áreas de lazer e praias.
Já na divisa com Idaho, fica a inóspita área do Hells Canyon. Em torno do rio Snake, conhecido como Rio Selvagem, muitas paisagens de encostas, florestas de pinheiros, campinas e riachos.


Restaurantes que gostei:

Athenian Inn, em Seattle
Situado no tradicional Public Market, tem boa oferta de frutos do mar fresquíssimos e a vista do pacífico é linda.


Breadline Cafe, em Omak (Washington)
Restaurante agradável, com decoração interessante, comida saborosa, porções grandes, preço justo e garçons simpáticos. A única crítica fica para a falta de ar-condicionado, que faz muita falta no verão.


Angelina's Pizzeria and Cafe, em Seaside (Oregon)
Pizzaria muito simples, mas deliciosa. Sem dúvida, uma das melhores pizzas que comi nos Estados Unidos. E serve pizza sem glúten!


Veja aqui mais fotos da Região do Pacífico Noroeste.

Outras regiões dos Estados Unidos?