domingo, 9 de julho de 2017

Ratatouille

De origem provençal, a ratatouille é um clássico da cozinha francesa, preparada com ingredientes tradicionais na culinária mediterrânea: berinjelas, tomates, azeite, abobrinha, pimentão... 
Tradicionalmente, é preparada no fogão, com os legumes picados e refogados no azeite com cebola e alho e temperada com ervas de Provence. Pode ser servida quente ou fria, com bruschetta ou baguete, mas é também um excelente acompanhamento para carnes e peixes.
Depois do filme da Pixar, o prato ficou mais conhecido no Brasil e a maneira de prepará-lo ao forno popularizou-se. É bem mais simples, basta colocar um pouco de molho de tomate em uma forma, dispor por cima os vegetais (cebola, berinjela, abobrinha, pimentão amarelo e/ou vermelho, cenoura, tomate) cortados em rodelas finas e intercalados, temperar com sal, pimenta-do-reino e ervas a gosto, como manjericão, tomilho e alecrim, ou com ervas de Provence já prontas, regar com uma mistura de azeite e alho) e assar coberto com papel alumínio, por uns 30 minutos. Se ficar com muito caldo, retire o papel alumínio e deixe secar um pouco.


Eu, porém, descobri um jeito bem prático e rápido de preparar a ratatouille. Nada tradicional, é verdade, mas muito prática e deliciosa.
Corte os vegetais (todos da lista ou só alguns) em rodelas, tempere com sal, azeite e molho pesto (comprado pronto ou preparado em casa - receita aqui) e disponha em pirex untado. Leve ao forno envolto no papel alumínio. Quando os legumes estiverem cozidos, tire o papel alumínio, polvilhe com queijo ralado e deixe mais 5 minutos. Sirva a seguir, acompanhado o assado de sua preferência.

sábado, 1 de julho de 2017

Pudim de pão gelado

Muito esquecido atualmente, o pudim de pão já foi um "clássico"... Para mim, tem cara de infância e, de vez em quando, gosto de matar saudade. Esta receita com flan fica bem saborosa.


2 copos de pão picado
2 copos de leite
açúcar a gosto
1 pacote de flan
1 colherinha de canela
1 pitada de sal

Coloque o pão em uma panela, adicione o leite fervendo e vá desmanchando o pão. Junte o açúcar, a canela e o sal. Por último, misture o flan e leve ao fogo, mexendo, até ferver. Coloque em uma forma caramelizada e deixe gelar.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Creme de batata baroa com carne moída

Tempo frio pede uma sopinha (ou um chocolate quente 😋).
Este creme de baroa é uma das minhas sopas prediletas, mas sou suspeita porque amo batata baroa (também conhecida como mandioquinha e batata salsa). É, como sempre, uma receita rápida e fácil de fazer, mas que agrada todo mundo.


1 quilo e meio de batata baroa
400g de carne moída
1 cebola grande picadinha
4 dentes de alho amassados
1 colher de margarina
sal a gosto
2 litros de água
2 envelopes de caldo de carne

Em um fio de azeite, refogue a cebola na margarina. Quando amolecer, junte o alho e deixe dourar. Acrescente a carne moída e refogue bem.
Enquanto isso, cozinhe as batatas na panela de pressão com a água e o caldo de carne. Retire da panela e bata no liquidificador até ficar um creme. Se precisar, junte mais água.
Assim que a carne moída estiver pronta, acrescente o creme de batata baroa que foi batido no liquidificador e o leite, mexendo até ficar uniforme. Verifique o sal e deixe engrossar um pouquinho. Sirva polvilhada com cheiro verde ou queijo ralado.
Também fica boa se cozinhar uma batata e uma cenoura pequena junto com a batata baroa.

Outras receitas de sopas:

Sopa cremosa de brócolis
Sopa creme de milho verde com frango
Sopa dos deuses
Sopa de cebola gratinada
Sopa de feijão com carne, macarrão e legumes

sábado, 17 de junho de 2017

Filé com crosta de pimentas

Para variar um pouco o tempero do rosbife, descobri esta receita.
Muito saborosa, é facílima de fazer e tem aparência bem interessante.


uma peça de filé mignon de uns 800g
sal a gosto
2 colheres de pimenta-do-reino branca em grãos
2 colheres de pimenta-do-reino preta em grãos
2 colheres de pimenta-do-reino verde em grãos
2 colheres de manteiga
1 colher de azeite

Tempere o filé com sal a gosto. Com um pilão, quebre os grãos da pimentas preta e branca e junte-os em um recipiente. Adicione os grãos inteiros da pimenta verde e misture. E usei a pimenta-do-reino rosa no lugar da verde. Disponha o mix de pimentas em uma tábua e pressione todos os lados da carne sobre ele, formando uma crosta. Reserve.
Em uma frigideira grande , esquente bem a manteiga e o azeite, Frite cada lado da carne por cerca de quatro minutos ou até o ponto desejado. Retire do fogo e cubra a peça com papel alumínio para manter a carne aquecida.

Molho:

1/3 de xícara de conhaque
1/2 xícara de creme de leite
1 xícara de caldo de carne

Enxague a frigideira e volte ao fogo. Adicione o conhaque e flambe por um minuto. Acrescente p caldo de carne e cozinhe até reduzir à metade (mais ou menos quatro minutos). Junte o creme de leite e, mexendo às vezes, deixe mais cinco minutos ou até engrossar ligeiramente. Fatie a carne e sirva o molho por cima.

Mais receitas com carne bovina:

Acém, com linguiça, tomate e cebola roxa
Contrafilé ao forno com batatas
Filé com nhoque ao molho de funghi
Estrogonofe simplificado
Tagliata
Bolo de carne com legumes
Quibe assado recheado
Picadinho
Contrafilé recheado

sábado, 10 de junho de 2017

Pudim de espinafre

Quer um jeito bem fácil de gostar de espinafre? Experimente este pudim...


Misture um maço de espinafre cozido e picadinho a um molho branco feito com uma xícara de leite (aprenda a preparar aqui). Junte queijo ralado a gosto, 2 ovos inteiros + 1 gema e, por último, uma clara em neve. Asse em banho-maria em forma untada e polvilhada.

sábado, 3 de junho de 2017

Bolo de nozes da Lourdes

Bolo de nozes é engraçado: tanto pode ser a coisa mais maravilhosa do mundo como pode ser horrível. Para que fique bom é importante que tenha bastante nozes e que não fique seco (esse é o erro mais comum). Há tortas e bolos de nozes com os mais variados recheios e coberturas, mas o melhor bolo caseiro de nozes que já comi é o da minha cunhada Lourdes. Preparado com recheio de nozes e leite condensado e com cobertura de marshmallow, dá um tiquinho de trabalho. Mas vale a pena!

Massa:

1 colher de essência de nozes
250 g de nozes moídas
200 g de manteiga
3 xícaras de açúcar (eu adaptei para 2)
3 gemas
2 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de farinha de rosca
1 xícara e meia de leite
1 colher de fermento em pó
3 claras em neve

Bata na batedeira a manteiga com o açúcar e as gemas. Junte os outros ingredientes aos poucos e misture bem. As claras em neve e o fermento devem ser misturados por último, já sem usar a batedeira. Asse em forno médio, em forma untada e polvilhada com farinha de trigo.

Recheio:

1 lata de leite condensado
2 colheres de manteiga 
1 xícara e meia de nozes moídas

Misture o leite condensado e a manteiga e leve ao fogo ou ao microondas até dar o ponto de brigadeiro mole. Espere esfriar e misture as nozes.

Marshmallow:

1 xícara de claras
2 colheres (chá) de açúcar de confeiteiro
2 colheres de  Karo
1 colher rasa de emulsificante de sorvete
1 colher (chá) de essência de baunilha

Bater tudo junto na batedeira por 10 minutos.
Esta receita de marshmallow é bem fácil de fazer, não tendo tantos segredos quanto o merengue (veja aqui os tipos de merengue e como prepará-los).

Depois do bolo frio, desenforme e corte ao meio, no sentido do comprimento. Molhe a camada de baixo com guaraná (lembra que não queremos bolo seco?), espalhe o recheio e coloque a parte de cima, que também é regada com guaraná. Cubra com o marshmallow e decore com nozes picadas.
Também experimentei fazer cupcakes e deu certo, mas é preciso ficar muito atento na hora de assar para não passar do ponto.

Veja mais receitas de bolo:
Bolo delícia de coco

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Risotto al limone

Hoje vou compartilhar uma receita de risoto muito simples, como todos os risotos. O sabor cítrico do limão, deixa o prato especial e perfeito para acompanhar peixes. Também acompanha bem carne de porco.


um fio de azeite
meia cebola picada
1 xícara de vinho branco
1 limão siciliano
2 xícaras de arroz arbóreo
200 g de queijo grana padano ou pecorino ralado
1 colher de sopa de manteiga
4 xícaras de caldo de legumes
sal a gosto

Raspe a casca do limão e reserve. Esprema o limão e reserve o suco. Aqueça o caldo de legumes. Em outra panela, coloque o fio de azeite e refogue a cebola até amolecer. Junte o arroz e refogue, mexendo sempre, por uns 3 minutos. Adicione o vinho, sem parar de mexer.
Assim que o vinho for absorvido pelo arroz, acrescente a primeira concha de caldo quente e continue mexendo sempre. Coloque um pouquinho do suco de limão e da casca ralada. Misture.
Acrescente mais caldo de legumes a medida que ele for evaporando, assim como o suco de limão e a casca ralada. Reserve um pouco da raspa de limão para decorar. Cozinhe mexendo sempre, experimentando o carros e observando a textura. Cuide para não ficar com caldo demais e empapar.
Quando o arroz estiver no ponto, adicione o queijo ralado e misture bem. Prove o sal.
Desligue o fogo e coloque uma colher de manteiga bem gelada no centro da panela. Misture delicadamente, sem encostar a colher na manteiga, para que ela vá se desfazendo aos poucos só com o calor do arroz. Isso dará brilho ao risoto.
Decore com as raspas de limão e sirva imediatamente.

Na refeição da foto, o risoto de limão acompanhou um salmão agridoce cuja receita está aqui.